BananinhaAzul porque um dia perguntei a cor de uma banana á minha filha e ela respondeu azul. Embora também pudesse ter este nome porque a cor azul é repetidamente relacionada com Autismo.
Com este blog passo a fazer uma das coisas que mais gosto de fazer que é escrever e escrevo sobre uma temática em que realmente tenho alguma coisa para dizer... Goste!

terça-feira, 12 de março de 2013

Teimosias

A Bruna consegue-me levar ao límite da paciência, com a sua teimosia. Fico exasperada!
Posso estar errada, mas não tem só haver com o facto de ser autista. É mesmo do feitio dela.
Para dizer a verdade, tem bem a quem sair, mas é tão difícil lidar com a teimosia... por mais que eu diga não faças ela quer sempre fazer.
Hoje não quis o lanche, uma sandes e um iogurte e passou a tarde toda a abrir o frigorífico e a tirar de lá uma caixinha,que ela nem sabia o que lá estava dentro ( e que era o jantar). Portanto, eu passei a tarde toda a dizer, não Bruna, põem lá isso, isso é para logo, já chega Bruna, e ela queria levar sempre a dela avante!
As crianças com autismo podem em alguns casos, pareçer teimosas, mas na verdade essa teimosia ser uma forma de se defenderem, daquilo que não compreendem e que é complicado para elas.
Será que a Bruna não entende, quando eu digo Não??? Ás vezes fico na duvida.
Mas dizer não, é um exercício de autoridade! Só me pareçe mais dificil é tentar fazê-la compreender o porquê do não, embora eu tente!
Se fosse outra criança qualquer, explicáva-se com bons argumentos a dialogar com muita paciência, preserverança e constância e elas entendiam. Na situação de crianças especiais, a paciência, preserverança e constância têm que ser extra, mas independentemente disso pode não ser suficiente para elas entenderem as nossas razões.
A rotina é precisa para evitar situações de crise, isso já sabemos. Mas nem sempre é suficiente.
Pareçe-me que o melhor é tentar perceber qual a razão para a teimosia. Pode ser para chamar a atenção, uma forma de reação à separação de pais, nasciemento de irmãos ou outra situação que lhes altere o seu ambiente. Na situação desta tarde eu não faço a mais pequena ideia porque é que foi tanta teimosia ( ah, e é impossível que ela tivesse fome, se já estava a pensar nisso).
Dizem que as crianças, chegam a uma fase em que desejam o apoio e a aprovação dos adultos e começam a perceber que precisa de controlar os seus desejos e impulsos, acho que a Bruna ainda não chegou a essa fase. Que chegue rápido.
Tendo em conta que a compreensão benefícia, com terapia ocupacional vamos ver se com o tempo esta casmurriçe lhe passa. É que a terapia ocupacional, é fundamental para o processo do cérebro organizar e interpretar estimulos e se ela compreender melhor o que lhe dizemos obedeçe mais fácilmente. Pelo menos é a lógica.
É tão dificil, para os pais lidarem com certas situações para as quais ninguém está preparado. Para mim estes miúdos deviam trazer manuais com eles, pelo menos poupáva-nos uns quantos cabelos brancos...

 

3 comentários:

  1. Kinem o Garotão aqui! Quando ele encrenca com algo... sai de baixo!!!
    Mas, eu tenho certeza que ele entende o não. Não entende as razões, mas o não, ele entende, tanto que ele entra em crise quando a gente fala Não com ele! Algumas coisas ele realmente faz pra conseguir atenção. Tipo, ficar abrindo a geladeira: ele abre e já fala: "fecha geladea!". Ou quando ele abre o meu guarda-roupas, ele diz: "fecha guada=oupa" Ele sabe! Então, é claro que ele quer que eu vá atrás dele, né?
    Pra mim, tem coisa que não é do espectro não... é da criança mesmo!
    Paciência pra nós!
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  2. Ideias fixas! que na maioria das vezes , não nos fazem sentido.
    Mas não existem livros de instrução para cada caso.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Essa estória do livro de instruções,
    era só brincadeira... :)

    ResponderEliminar